Por que os "Vira-Latas" estão se tornando mais comuns nos lares brasileiros?

Por: Notícias Pet

Segundo um estudo da Quaest, em colaboração com a PetLove, 94% dos brasileiros têm ou já tiveram pelo menos um animal de estimação. 

A pesquisa revela que 32% dos cachorros e 52% dos gatos nos lares brasileiros são sem raça definida, os populares "vira-latas".

Essa tendência de adoção de pets sem raça definida parece estar associada a uma conscientização maior sobre os benefícios da adoção.

Da pesquisa resulta que 50% dos tutores escolheram adotar seus animais de companhia, com 42% destes resgatando diretamente das ruas. 

Esses dados não só indicam uma preferência por adotar em vez de comprar, mas também uma atitude solidária para com animais em condição de vulnerabilidade.

Qual o perfil da população pet no Brasil?

O Brasil ocupa o terceiro lugar no ranking mundial em termos de população de animais de estimação, superado apenas por China e Estados Unidos, com cerca de 149 milhões de pets.

saiba mais

Os motivos para essa grande população de bichinhos nos lares brasileiros incluem principalmente a busca por felicidade e apoio emocional, com 98% e 96% dos tutores apontando essas razões, respectivamente.

O lado financeiro de ter um pet no Brasil

Conforme a pesquisa, 55% dos tutores gastam, em média, R$ 300 mensais com seus pets.

A maioridade desses gastos vai para alimentação, como ração e petiscos, mas as despesas com veterinários também são significativas, onde 45% dos tutores afirmam visitar o médico veterinário mais de uma vez por mês.

Contudo, o estudo também revela que uma porção dos tutores ainda negligencia visitas regulares ao veterinário, com 43% indo menos de uma vez por mês e 12% nunca levando seus pets. 

Visando uma cultura de cuidado e responsabilidade, a adoção de pets no Brasil define não só um movimento de amor pelos animais, mas também um reflexo de mudanças sociais e emocionais no país.

visite nosso site